terça-feira, 4 de novembro de 2014

Passeio a pé por Paris. Très bien!!

Vista da janela do hotel. Esses prédios são  moradias. 
Esqueci de dizer no post anterior que nosso vôo atrasou (saída prevista 15:30 e saída real 19:30), mas recebemos um email da Air France informando o novo horário, assim chegamos no hotel às 12:30hs. 
Ao chegarmos na recepção meu francês ficou mudo kkkkk ou seja travei quando a recepcionista falou "Bonjour Monsieur, bonjour Madame". Meu herói foi meu marido com seu inglês.
Após nos instalarmos, saímos para um passeio. Como estávamos próximos do Palácio de Luxemburgo, resolvemos ir à pé (lembra do google maps que dizia 15 minutos a pé.....só se for pé de gigante .....andamos 45 minutos.....mas também nos confundimos em várias ruas) .....

O dia estava lindo, o céu azul e os jardins de Luxemburgo, no coração de Paris, são maravilhosos. Os parisienses aproveitam o final do verão e cada dia de sol é precioso.



 Nas quadras de Tênis aberta ao público
 alguns senhorzinhos
jogando muito bem.


















O dia estava ensolarado, mas com um vento gelado. Lembra quando eu falei do tempo. 26 graus úmidos com um vento gelado de outono. Todos já estavam de blusas (cebolas), mas ao chegarmos nos jardins de Luxemburgo que lindo.....as pessoas estavam caminhando, jogando tênis nas quadras gratuitas, colocando os barquinhos para velejar, ou simplesmente sentadas aproveitando os últimos momentos de sol antes do inverno.
Caminhamos pelos jardins desenhados com suas múltiplas flores e o chão já coberto de folhas secas anunciando a nova estação. Não entramos no palácio, mas ficamos observando o movimento de pessoas e crianças naqueles imensos jardins.

Na volta ao hotel, passamos pela Église de Saint Sulpice, segunda igreja mais alta de Paris, mencionada no livro Código Da Vinci. Uma das particulares desta igreja é o seu "Gnômon, uma coluna que marca a hora do dia projetando a sua sombra no chão.

Tanto a parte interna como a externa são assustadoras quanto a altura. A igreja foi construída sobre os alicerces de um antigo templo romano do século XVIII. No interior chama atenção as cadeiras no lugar dos tradicionais bancos de madeira. 

 
 Em frente a igreja há uma fonte com Saint Sulplice na parte central. 



 No retorno ao hotel, paramos para descansar em uma das muitas praças de Paris. Aqui já era final da tarde e muitas mamães passeavam com seus filhos (bem agasalhados, mas na praçinha) 











Vamos comer alguma coisa? A fome bateu agora. 
Um café com leite e um pão com frios no"Caffe Cambrone", ao lado do hotel. O garçom falava inglês, mas pedi a conta em francês "La addition s'il vous plaít".

Voltamos para o hotel e tentar descansar, afinal estávamos no fuso horário 5 horas a frente do Brasil.

No próximo post "nossa aventura no metro e nossa primeira refeição em Paris" 

Bonne nuit

Nenhum comentário: