segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Um sonho de natal

imagem do google
Nesta época do ano em que todos estão correndo para comprar seus presentes, guloseimas e comidas diferentes para a ceia, há uma parte da população, no mundo inteiro, preocupada em ajudar milhares de crianças que não tem a oportunidade de ganhar um tênis novo, uma roupa nova, um brinquedo de seus pais, devido a situação econômica que vivem.

Criança não entende que Pai e Mãe tem que pagar conta de água, luz, aluguel, transporte, alimentação, roupa e etc. Elas sabem que precisam dessas coisas, mas também sabem o quanto é difícil para seus pais realizarem seus sonhos. Então não cobram, nem reclamam, mas sabem
imagem do google
Ontem quando passava por uma rua próxima de casa, vi um grupo de crianças em fila na calçada, em frente a uma igreja, esperando ansiosas por receber uma sacolinha cheia de "esperança". 
Esperança em receber um brinquedo, talvez o único, de um papai noel imaginário: EU, VOCÊ, NÓS!
imagem do google
Todo ano monto a minha sacolinha de natal.
Tenho alguns amigos que recolhem aquelas listas com SONHOS escritos nelas.

Fico imaginando suas carinhas ao abrir a sacolinha e ver a roupinha e o brinquedo que escolhi.Torço para que gostem. 
imagem do google
Então quando vi aquelas mulheres na fila com seus filhos, pensei na sacolinha da criança que escolhi: NICOLE, 7 anos, que mora em Ilhabela, São Paulo. 
Não conheço sua história, nem sua casa, nem sua família, mas sei que como toda criança, ela tem um sonho......sonho de ganhar no Natal um brinquedo, como toda criança tem direito.

Se o natal é época de presente, de reunião da família em torno da mesa, comendo e comemorando o nascimento de Jesus, Natal também é época de renovar as esperanças, de renovar os desejos de paz e alegrias, de renovar os sonhos de crianças, adultos e idosos por um mundo melhor e mais justo para todos. 

Que minha sacolinha seja o fruto das renovações da família da Nicole, mas principalmente seja recebida com alegria por ela.

Um grande beijo e um Feliz Natal a todos.
Cris Chabes

Nenhum comentário: