segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Lição de Casa. Ufa!!!


Lição de casa sempre foi entendida pelo professor como um complemento da lição de classe, mas pelo aluno nem sempre essa visão é clara. Algumas vezes ele recebe a tarefa a fazer sem muito entusiasmo.
Na última reunião de pais, falei do desafio e responsabilidade das crianças do 3o. ano com relação as lições propostas.


Exemplo: Estamos trabalhando com as questões ortográficas do uso da letra R nas palavras na classe. Na leitura de um texto e procurando as palavras em grupo as crianças perceberam que o R se posiciona em diferentes lugares da palavra e tem sons diferentes. Montamos um painel com regras definidas pela classe para cada som. TRABALHO = R no meio da sílaba; CORRER = os dois RR dão um som forte; CADEIRA = R na sílaba final da palavra; RECADO = R na primeira sílaba; FORTE = R no final da sílaba; PARADO = R na sílaba do meio da palavra. De lição de casa eles deveriam pesquisar outras palavras para colarmos no painel. Daí veio uma das muitas desculpas: "Professora não fiz por que não achei nenhuma palavra"; Escrevi essa frase na lousa e perguntei aos alunos se nas palavras escritas havia o R. Todas perceberam que sim. Então pedi para que observassem o ambiente da sala e nomeando os objetos me dissessem quais tinham o R. O mesmo foi feito lembrando dos objetos que podem compor uma cozinha e outros cômodos da casa, demonstrando que nem sempre precisamos de livros e revistas para fazer uma tarefa de casa. 

Voltei para casa pensando em como abordar o assunto com os alunos após a reunião, já que nem sempre os pais podem ajudar: "Professora não tenho tempo de fazer as lições com ele, ou professora eu não tenho muitos livros para pesquisa em casa". 
Comecei a ler a respeito e encontrei um material muito interessante na Revista Nova escola que vou usar para fazer um debate sobre o assunto com os meus alunos. Depois conto o resultado para vocês. 

Outra abordagem muito interessante que li vou compartilhar parte aqui

"A complexidade das tarefas e o tempo necessário à sua realização têm de estar de acordo com a idade, .......", defende a professora Maria Eulina. Se você pede como tarefa a leitura de um texto que foi entregue em sala, a garotada não requer ajuda para cumprir o combinado. No entanto, uma pesquisa sobre um tema específico, sem indicação de materiais de consulta e de explicações sobre os procedimentos a adotar para realizá-la, provavelmente vai demandar o socorro dos pais - o que não é recomendável. 

Conhecendo bem as condições de vida.........  Eles possuem em casa um espaço propício aos estudos, com uma mesa, boa iluminação e sem interferência da TV, por exemplo? Precisam comprar algum tipo de material?... Como é a rotina deles fora da escola? Saber se eles têm livros e acesso à internet é outra tarefa sua. 


A correção da lição também é algo muito importante para o aluno. Ele precisa saber se está realizando tudo de acordo com o solicitado pela professora. Eu tenho o hábito ( estou com 3o. ano) de fazer a correção coletiva no dia seguinte e tem funcionado bem. Eles leem  vão ao quadro resolver as questões, compartilham a maneira como resolveram as questões. 


E você professor, como você planeja a lição de casa? Que atividades você costuma pedir para que os alunos realizem em casa? Como você corrige essa tarefa? 


Se você é pai de aluno como vê essa questão? Que sugestão tem para nos dar?



Dois pais da minha sala deram como sugestão para poder localizar as páginas do livro que deveriam ser realizadas, um formulário na contra capa com o número das páginas e a data de entrega. Isso facilitou a localização da tarefa.

Conte-nos sua experiência! 

Abraços 
Cris Chabes

4 comentários:

Toninha Borges disse...

Está rolando sorteio nos blogues Papo de Mãe e Educar-O primeiro passo. Para participar basta acessar o links http://www.educar-oprimeiropasso.com/2013/05/parceria-studio-personal-music.html
http://toninha-ferreira.blogspot.com.br/2013/04/sorteio-de-um-relogio.html
Tenha um domingo abençoado.
Bju

Kellen Bittencourt disse...

Oii Cris, eu sou super a favor do que defende essa professora Maria Eulina, acho que o professor precisa estar atento a sua clientela, de nada adianta pedir pesquisas e dar tarefas longas se aquele aluno não tem respaldo em casa p tal, sendo assim o melhor é fazer esses trabalhos na escola mesmo e em grupo, onde um possa incentivar o outro! Claro que o mundo perfeito seria poder contar com a ajuda dos pais mas hoje em dia sabemos que isso está cada vez mais complicado! Bjooss

Michele Batista! disse...

Amiga,concordo com essa professora Maria Eulina,o Miguel adora fazer os deveres d casa,eu tb adoro fazer com ele,e acho q incentiva sim,a criança a fixar a matéria na cabecinha,mas quando eles passam essas pesquisas cabulosas,trabalhos d recorte qando a criança tem 3 anos,trabalhos q eles sabem que não são os alunos,mas os pais q vão fazer,puuuts!!!
Adorei o post,amiga!
Beijos!

Anne Lieri disse...

Cris,gostei muito de sua abordagem sobre a lição de casa.Acho importante para a criança aprender a ter maior independencia,responsabilidade e ficar ligada no conteudo estudado em classe. Parabéns pelo excelente texto e dicas!bjs,