segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A lei do TUDO EU POSSO

Pessoal, no carnaval fui para praia com meu marido e presenciei uma cena da qual fiquei indignada.
Em casa assistindo TV ouvi uma notícia que me deixou ainda mais perplexa e a junção das duas situações me fez refletir sobre como pais criam e ensinam valores aos seus filhos. 


Vamos aos fatos:



    imagens do google
  • Estava no litoral norte de São Paulo na praia das Toninhas em Ubatuba. Essa praia agrada muitos os frequentadores, pois no canto direito tem águas calmas e poucas ondas, tornando-se ideal para as crianças pequenas. No canto esquerdo ela tem uma inclinação maior (chamada de tombo) e uma formação de ondas ideal para surfistas. Todo esse cenário muda de acordo com a maré, os ventos e a época do ano e neste final de semana especifico havia uma grande área isolada pelos salva-vidas devido a formação de buracos, com grande risco para os banhistas. Mas isso não impedia alguns adultos de entrar na água e até algumas crianças. Em determinado momento, uma senhora e seu neto romperam o cordão de isolamento e entraram na água como se não houvesse perigo. A família não ficou intimidada quando o salva-vidas repreendeu o menino. Eles até riram.

imagens do google
menina Grazielly 



  • Em Bertioga um menino de 14 anos pilota um jetski e perdendo o controle atropela uma criança que brincava na areia tirando sua vida. O adolescente volta para casa e toda a família deixa as pressas a pousada fugindo da responsabilidade.








Que valores esses pais estão passando para seus filhos? Impunidade? Regras e leis são para os tolos? O outro ser humano não me diz respeito? A lei do TUDO EU POSSO?
imagens do google

Fugir das responsabilidades ajuda a criança a pensar que há sempre alguém que vai assumir seus erros e que nada poderá acontecer com ela, permitindo assim uma cultura do TUDO EU POSSO. 


Vocês se lembram quando nossos pais nos faziam devolver aquela borracha encontrada no chão da escola, sem dono? Lembram quando íamos a casa de alguém e só podíamos aceitar alguma coisa se nossa mãe permitisse?
Lembra que não tínhamos a boneca ou o brinquedo da moda e nem eramos frustrados por isso? 
imagens do google


Minha geração não saiu por aí achando que TUDO PODE, por que nossos pais nos educaram, não pela compensação mas pela educação e respeito ao outro.


Como estamos criando nossos filhos?
Como nossos filhos criados com valores vão enfrentar uma sociedade que acredita que TUDO PODE?


Como será o amanhã daquele menino que arriscou sua vida na praia e a família riu do salva vidas?
Como será o amanhã do adolescente que matou uma menina com o jetski, mesmo sem intenção, mas fugiu?


Como será???


Vale a pena refletir sobre isso, pois ainda podemos mudar esse cenário. Ler comentários aqui
Beijocas
Cris Chabes

2 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Cris, muito bem colocada essa sua postagem. A gente fica indignado mesmo. São duas situações que demonstram a derrocada do nível de educação que os jovens vem recebendo. Entendo através dessa postagem que é muito importante eu rever os valores da educação que eu estou dando aos meus filhos. De repente nem percebi que fiquei inebriado pelo novo método do TUDO PODE! Rs...rs.
Gostei de sua lembrança de devolvermos a borracha que estava no chão e não era de ninguém.
São pequenos valores que somados nos permitem uma grande formação.
Adorei a sua postagem.
Grande abraço.
Manoel.

Toninha Ferreira disse...

Estou te seguindo e aguardo a sua visita http://cantinhodatoninha.blogspot.com/
Leve o meu selinho com vc.