segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Fonoaudióloga na Escola

imagens google


De acordo com a Lei 6965, de 09/12/1981, que regulamenta a profissão, é de competência do fonoaudiólogo que trabalha em escolas desenvolver trabalho de prevenção no que se refere à área da comunicação oral e escrita, voz e audição e também participar da equipe de orientação e planejamento escolar, inserindo aspectos preventivos ligados a assuntos fonoaudiológicos.
A atuação do fonoaudiólogo que trabalha em escolas difere do profissional que atua em clínica e hospitais. Na escola, o fonoaudiólogo atua de forma preventiva, enquanto que em clínicas e em hospitais essa atuação é terapêutica. Não compete ao fonoaudiólogo que trabalha em escolas realizar terapia fonoaudiológica.


O trabalho da Fonoaudiologia Escolar é de orientação, estimulação e detecção de problemas na área de voz, de comunicação oral e escrita e audição, tendo como população-alvo alunos, pais e professores. 


Com os alunos, o trabalho fonoaudiológico tem os seguintes objetivos:
[Image]

1. Otimizar o desenvolvimento da linguagem oral, leitura e escrita.
2. Promover estratégias de prevenção, preservação e controle de abusos e riscos para a voz e a audição.
3. Estimular a eliminação de hábitos inadequados relacionados às alterações fonoaudiológicas.
4. Detectar precocemente alterações fonoaudiológicas relacionadas à audição, voz, motricidade orofacial e linguagem oral e escrita.
5. Encaminhar para profissionais, quando necessário e acompanhar os tratamentos externos à escola.


A atuação com professores visa: 
1. Orientar quanto aos cuidados com a voz. 
2. Ensinar estratégias vocais para conservação e maximização da voz, durante o uso profissional. 
3. Promover informações quanto às alterações fonoaudiológicas, como desenvolvimento normal da linguagem oral, leitura e escrita, e como estes podem ser otimizados em sala de aula. 
4. Capacitar o profissional para detecção de possíveis alterações fonoaudiológicas que seus alunos venham a apresentar. 
5. Encaminhar o professor que apresentar alterações vocais para profissionais especializados, acompanhando o tratamento.


No trabalho com os pais, o fonoaudiólogo realiza orientações sobre:

1. O desenvolvimento normal da criança e as alterações fonoaudiológicas comuns na infância. 
2. A importância do estímulo familiar para otimização do desenvolvimento da criança. 
3. O possível problema do filho e explicação de encaminhamentos necessários.


Blog Falando de Fonoudiologia

Texto já publicado no http://redeeducacaoemfoco.blogspot.com/ pela professora Genis

Nenhum comentário: