sábado, 5 de fevereiro de 2011

Filhos são como navios

Texto retirado do blog "Educação em foco" e postado pela colaboradora Camila

Ao olharmos um navio no porto, imaginamos que ele esteja em seu lugar mais seguro, protegido por uma forte âncora. Mal sabemos que ali está em preparação, abastecimento e provisão para se lançar ao mar, destino para o qual foi criado, indo ao encontro das próprias aventuras e riscos.
Dependendo do que a força da natureza reserva para ele, poderá ter de desviar da rota, traçar outros caminhos ou procurar outros portos. Certamente retornará fortalecido pelo aprendizado adquirido, mais enriquecido pelas diferentes culturas percorridas. E haverá muita gente no porto, feliz à sua espera.
Assim são os FILHOS. Estes têm nos PAIS o seu porto seguro até que se tornem independentes. Por mais segurança, sentimentos de preservação e de manutenção que possam sentir junto dos seus pais, eles nasceram para singrar os mares da vida, correr os próprios riscos e viver as próprias aventuras. Certos de que levarão os exemplos dos pais, o que eles aprenderam e os conhecimentos da escola – mas a principal provisão, além da material, estará no interior de cada um: A CAPACIDADE DE SER FELIZ.
Sabemos, no entanto, que não existe felicidade pronta, algo que se guarda num esconderijo para ser doada, transmitida a alguém. O lugar mais seguro em que o navio pode estar é o porto. Mas ele não foi feito para permanecer ali.
Os pais também pensam ser o porto seguro dos filhos, mas não podem se esquecer do dever de prepará-los para navegar mar adentro e encontrar o próprio lugar, onde se sintam seguros, certos de que deverão ser, em outro tempo, esse porto para outros seres.
Ninguém pode traçar o destino dos filhos, mas deve estar consciente de que, na bagagem, eles devem levar VALORES herdados, como HUMILDADE, HUMANIDADE, HONESTIDADE, DISCIPLINA, GRATIDÃO E GENEROSIDADE.
Filhos nascem dos pais, mas devem se tornar CIDADÃOS DO MUNDO. Os pais podem querer o sorriso dos filhos, mas não podem sorrir por eles. Podem desejar e contribuir para a felicidade dos filhos, mas não podem ser felizes por eles.
A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM IDEAL E NA CERTEZA DE ESTAR DANDO PASSOS FIRMES NO CAMINHO DA BUSCA.
Os pais não devem seguir os passos dos filhos e nem devem estes descansar no que os pais conquistaram.
Devem os filhos seguir de onde os pais chegaram, de seu porto, e, como os navios, partir para as próprias conquistas e aventuras.
Mas, para isso, precisam ser preparados e amados, na certeza de que “QUEM AMA EDUCA”. “COMO É DIFÍCIL SOLTAR AS AMARRAS” (Içami Tiba)

2 comentários:

PSICOPEDAGOGIA disse...

Olá , parabéns pelo blog, sou Valeria Tiusso,Psicopedagoga e mantenedora do site www.psicopedagogavaleria.com.br, onde ministro oficinas de atualização profissional na área da psicopedagogia e comercializo materiais de apoio psicopedagógico e venho lhe propor uma parceria , você faz uma visitinha e se gostar do site disponibiliza em seu blog o logotipo do site que posso lhe enviar, coloca o link em cima e escreve embaixo as palavras Oficinas e Materiais, e em contra partida eu disponibilizo o seu link em meu site na página só de blogs das minhas parcerias, e você concorrerá a um sorteio, todo mês, de uma vaga totalmente grátis até o final do ano, para realizar uma oficina 0n-line com direito a certificado, e ainda terá descontos nas aquisições no site. Caso aceite a idéia, assim que disponibilizar o link me avise para colocar o e-mail no sorteio e disponibilizar seu logo em meu site. E mais te enviar uma senha da oficina de brinquedoteca, totalmente de cortesia.

Abraços

Valeria

11-44853310
11-96850955
11-76209216

Pra.Thaís Itaborahy disse...

Que otimo seu texto sobre filhos, muito sábio.

Proverbeios de salomao nos ensinam muitas coisas que as vezes colocar junto parece ser um pouco dificil mais é como falastes, podemos querer ve-los sorrindo, mais jamis poderemos sorrir por eles.

Precisamos dar a eles uma base sólida, para que seus barquinhos sempre encontrem o caminho certo.

Um bjim querida, vou estar seguindo seu blog.

Te encontrei no recanto das mamaes.

Pra. Thaís Itaborahy
www.palavradevidaaocoracao.blogspot.com